nota de pesar


nota de pesar
É com grande pesar que comunicamos o falecimento de nossa aluna LEILA MARIA SANTOS DE ARRUDA , Mulher, Negra, Filha, Irmã, Mãe, Amiga, Aluna Sinapses do Pólo em Belém-PA, Pedagoga e Neuropsicopedagoga. Leila foi brutalmente e covardemente assassinada, sendo vítima de Feminicídio no dia 19/11/2020.
“Leila sempre foi muito amiga de todos, sempre recebo os alunos e quando abria a porta, já vinha toda sorridente, estava sempre presente em nossas aulas, almoçamos várias vezes juntas, vivenciamos nos estágios os seus excelentes atendimentos referente a pós-graduação em Neuropsicopedagogia, muito prestativa, ela ficará marcada em nossos corações” Aline Barros, Coordenadora Pedagógica do Pólo Sinapses em Belém do Pará.
O feminicídio é o desfecho final de uma tragédia que se anuncia no cotidiano de mulheres atormentadas pelo fantasma da violência. Uma violência diária, silenciada, “invisível” aos olhos da sociedade. Essa violência tem raízes: o machismo estrutural. Naturalizado nos discursos e brincadeiras diárias, reproduzido por todos aqueles que se beneficiam dessa estrutura de manutenção de poder e diferenciação entre homens e mulheres, o machismo se sustenta num modelo patriarcal de sociedade e alicerça essa epidemia chamada violência de gênero.
Hoje Leila Arruda, há quatro horas Rafaela, há oito Maria, Raimunda, Letícia... Quantas e quantas mais precisarão morrer? Quantas e quantas mais precisarão ficar paraplégicas, ter suas feições deformadas e sofrerem para além dos impactos físicos, sequelas emocionais por toda a vida? Quantas?
A violência não é um problema privado, é uma questão de saúde pública. BASTA DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER! Não reproduza o machismo, não ecoe o patriarcado, não dissemine a opressão.
O Sinapses Cursos presta solidariedade e condolências aos familiares e amigos de nossa aluna por esta irreparável perda e rogamos para que Deus possa confortá-los nesse momento de grande dor, em que as palavras se apequenam e o espírito busca amparo na Fé.